quinta-feira, 19 de maio de 2011

SÓ OS DEUSES

Desnudaste...O meu olhar...
Como dança erótica…
A sós...
Contemplo-te...Em êxtase...
Como...Serpente feroz...
E, na carótida nua dos meus sentidos,
Acometo arrepios...Que me violentam a mente,
E, tão veemente...
Escorrem, gemidos húmidos... Lentos...
No vazio, dos meus olhos cerrados…
Antevendo, o vácuo...Já ocupado,
Das minhas entranhas a sugarem,
...O teu pénis erecto...
Em delírio constante, macio…E recto!
Arrombas minha porta... Meu véu...
Retorcendo-me...Em teu contorno.
Abarco o meu sitio...O meu trono,
Num vaivém sem limites...
Num céu sem tempo...Nem estirpes.
Grito-te de prazer...No meu prazer...
Vão...e vêm...Em mim...
Fantasias... Deuses... Inventados,
Como fogo, queimando…
Heroína nos meus desejos ...Viciados,
Sedento meu corpo... de um orgasmo…Novo...
Arrebatas hábil...A vagina,como polvo
Num retorcer que não rasga, a tenaz
Deste meu querer-te...Insaciável...Incapaz...
De dizer-te: "vem agora que me ardem"
Meus lábios...Nos teus lábios... Em fogo!

2 comentários:

  1. Mel, és como o sol que não visa nenhuma recompensa, nenhum elogio, não espera lucros nem fama, simplesmente brilha!Continua a fazer uso da tua forte imaginação, para te inspirares e alcançares o imaginável...Não temas subir degrau a degrau, chegarás ao topo como uma vencedora. As tuas palavras viciam-me os sentidos e transportam-me para um abismo de emoções estranhamente confortável...obrigando-me a querer consumir mais e mais as tuas palavras como fonte inesgotável de prazer. Abençoada sejas pelo dom da palavra que brota de ti com a humildade, simplicidade e generosidade tão natural em ti...e só quem te conhece bem, como eu, sabe do que estou a falar. Adoro-te...Muitos Parabéns pela magnifica escrita...És ouro :)

    ResponderEliminar
  2. Mia,sem palavras.Obrigada

    ResponderEliminar