sábado, 21 de maio de 2011

Sou Gente

Sou gente
Sou gente...
Igual a todos
E de todos
Sou diferente
Sou mulher
Vestida de poeta
Sou ave
Com asas de papel
Sou criança
Que brinca
Indiferente
E de todos
Sou igual
Sou alma de gente
Contente
Sou quem chora
Sou quem ri
Sou quem cai
E se levanta
Sou farrapo
De cetim
Sou gente
Igual a toda a gente
Que compra
Vende e dá
Por momentos
Ou para sempre
Sou gente
Gente igual
Mas diferente
De gente
Que por ser gente
Tem medo
Do que sente
Vergonha de errar
E ser julgado
Viver isolado
Por inteiro
Ou castrado
Ser gente
Igual a toda a gente
É ter cá dentro
Do peito alguém
Que fala por nós
Ser poeta é ser
Igual a todos vós.

Sem comentários:

Enviar um comentário