sábado, 21 de maio de 2011

Tão Longa

Longa sem ti a vida
Quantos sorrisos
Quantas lágrimas
Já nem sei!
Quantos sonhos
Inacabados
Pouco importa!
Se chorei
Se sou alguém
Que vive
Se alguém
Já morta
Pouco importa!
Já nem sei
Se a alma
Que calo
Ou a poesia
Que invento…
Pouco importa
Se é lamento
Pouco importa!

2 comentários:

  1. Para ti Mel...


    Desencontro

    Como pode ser?...
    senão poema...,
    senão dor...
    desejar morrer,
    dizer...pouco importa!...
    como se fora uma pena...
    em paixão viver...
    sentir tanto amor...
    e dizer:...
    estou morta!

    ResponderEliminar
  2. HÁ DESENCONTROS... ATÉ COM A PRÓPRIA ALMA...
    MAS ISTO É SÓ UMA FORMA DE FAZER CHORAR A ALMA QUE TEIMA EM RESISTIR...!
    E,A RESISTÊNCIA TAMBÉM DÓI...
    UM ABRAÇO E OBRIGADA POR TÃO MARAVILHOSO COMENTÁRIO!...

    em paixão viver...
    sentir tanto amor...
    e dizer:...
    estou morta!
    MEL

    ResponderEliminar