quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Tenho saudades tuas!


Tenho saudades tuas!
 … Saudades de provar a tua boca ao acordar…
Tenho saudades, do calor do peito onde eu adormecia, como ave que se aninhava no seu leito…
Tenho saudades, de acordar no silêncio dos teus beijos…passar a mão no teu corpo...e sentir o teu desejo!...
Tenho saudades. do teu amar daquele jeito…entravas em mim…sem almejar um fim.
Tenho saudades. de olhar pra ti… sem questionar…o que pensavas… na hora…bastava um olhar…e os nossos corpos, envolviam-se sem demora.…
Tenho saudades, do tempo em que o silêncio falava, e as nossas vozes, se confundiam num longo murmúrio de amar…
Tenho saudades. do teu rosto, colado ao meu ventre, eu, afagava-o, e adormecia-te como criança, contente. Tenho saudades, de sentir o calor do teu corpo quente…
Tenho saudades, do tempo que a nossa música, era o murmúrio do mar, cantando suave e lenta no nosso embalar…
As estrelas, essas, que contemplávamos da janela, mais pareciam velas num altar.
Tenho saudades da noite …e do acordar!
Mas, a maior saudade que tenho…é a saudades, do instante que antecede… à partida!
 Hoje, não seriam mais saudades!
 Seriam… vidas vividas!
 Não saudades, em ferida!
 Tenho saudades, de não ter saudades …Mas apenas consigo dizer: "Tenho saudades tuas!"

Sem comentários:

Enviar um comentário