sábado, 15 de outubro de 2011

TEU CORPO É LUZ


Sobre o teu corpo de luz …
                       Meu poema, visto, a nu…
Meu corpo…ensaia a subida vertiginosa
                             Perdido na montanha
                                          Onde te percorro com força tamanha …
E me elevo, ao cume, da mais frondosa …  sedução…
Em olhos de água…berços de tábuas … espadas  de  espuma…
                      Em tudo… me detenho…
Me arrebato…te possuo…
Em frases que contenho…a nu…
Amarro, cordões de folhas caídas…
No meu colo…
E no teu pulso de ferro
 Imploro…
A prontidão do meu querer-…imerso, em sonhos reais…
Como, águias voando …em voos fatais…
Escassa sombra no meu altar perfeito
Em
Madrugadas tingidas de alvas convulsões…
Caio em mim…de desalento!…
… [tu]…
Meu amado eleito…
Olhas-me… suspenso, esgotado, em silenciosos… caudais de desejo…
em…[  ] mim
 Te banhas…em pleno lago …cremado…
Neste… nosso …querer...
 Frémito… amor… inacabado!...

1 comentário:

  1. Motivos cívicos de força muito grande forçam-me a usar o vosso mail para vincular este alerta,
    Peço desculpa, desde já.

    Por favor tomem conhecimento do conteúdo deste blogue e defendam-se:
    http://recusecontadoresinteligentes.blogspot.com/

    Passem e repassem a informação junto dos vossos amigos e colaboradores,
    Obrigado

    ResponderEliminar