segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Nunca é tarde!


Nunca, me esqueci, das flores na nossa mesa…
Das velas, nas nossas noites de festa…
Do teu doce preferido…do teu fato vincado,
Do bom dia querido!
Nunca  me esqueci  do teu aniversário…Do nosso armário de recordações,
Nem sequer das lágrimas na nossa tristeza, alegria…ou simples emoções…
…nunca, me  esqueci  do vento…que te arrefecia por fora…
 E, a mim, me arrefecia por dentro…
nunca me esqueci  de te lembrar o quanto te amava…
proferindo a palavra…enquanto, trabalhava…enquanto, sorria… enquanto, chorava…
Ah…só me lembro agora, houve algo que realmente me esqueci!
Ainda, que seja tarde de mais, vou dizer-te sem demora…
Vou dizer-te agora: Esqueci-me… de me lembrar de mim!
Desculpa!...o erro que cometi!

Sem comentários:

Enviar um comentário