quinta-feira, 14 de julho de 2011

As árvores dançam


As árvores dançam…
Ao som dos ventos…
Ao sabor dos tempos…
Tempos… que não cansam,
Suas…folhas a tombar…
Sem ninguém acusar…
Dançam…dançam…
Restam, apenas os ramos
Em abraços…
Numa entrega total,
Ao som dos tempos.
Dos nossos passos,
Plena atitude natural
Confiando-nos os dons…
Numa subtileza…real
Onde o ser mais…
Miserável…afinal,
Bebe a paz, que nela há!…
Sem querer saber...
Se é paz?...Se é fogo?
E a vida... vai cedendo…
Ardendo de amor...
Na entrega... de um Todo!
Por igual!

Sem comentários:

Enviar um comentário