quarta-feira, 13 de julho de 2011

Sonho


Esta noite as tuas mãos tocaram…
No meu rosto, como leve brisa de ar…
Formaram-se arco-íris no céu…
As estrelas começaram-se a alinhar...

P´ra nas tuas mãos se encontrarem!
Pobres estrelas… brilhando…
Sorrindo… cantando…esfuziantes...
E a noite …se fez dia… como antes!

E elas... esperando ali num canto…
Pelo teu toque que é divino…
Tocaram... então no céu, os sinos…
As nuvens choraram em pranto…

Esta noite as tuas mãos tocaram-me!
Num sonho, entre o céu, e a terra…
Quem dera, que fosse mais do que sonho
Os versos que se fazem em espera!

Sem comentários:

Enviar um comentário

E Por Vezes

E por vezes por vezes… Sou tão escassa que temo não me bastar E por vezes... por vezes mergulho no meu azul infinito e sing...