domingo, 19 de junho de 2011

Saí


Linda Cidade!
Saí… por… sair…
Saí…para…sentir…
Se, ainda …sou eu…
Quem… sai... por sair…
Senti a brisa…no rosto
Que me beijou…
encantada...
Por ter saído de casa….
Apenas…pelo nada…
Olho tudo …há minha volta
E, não encontro…razão...
De ficar…somente sentada
Sem que na alma…de poeta
Se cumpra…a poesia datada
Saí…para… te ver…
Nas ruas da minha morada
Mas, só aqui te encontro!…
Na minha poltrona sentada…
À espera dos meus dedos…
Escrevendo… poesia do nada.

Sem comentários:

Enviar um comentário