segunda-feira, 20 de junho de 2011

Apareceste


Que Glória!
Apareceste…
Trazendo nas mãos,
Um clarão de amor...
Disseste-me…
Entoando…a voz…
Tem calma…guarda a dor.
Estou... contigo em
Cada paragem...
Lança a tua âncora
Em meu ser...
Atraca-te em mim…
Sou seguro…
Sou fortalezas...
Sou a tua própria 
Certeza…
Não te percas...
dos teus passos...
Não te abandones
Jamais…
Tuas palavras... 
São alimento...
Que guardo...
No meu peito,
Delas irás beber
um dia…
O sabor que tem
a vitória...
E saberás então...
O quanto valeu...
Guardar no peito,
Tudo... o que... é teu...
Teu …e Meu…Também
Que Gloria!

Sem comentários:

Enviar um comentário