domingo, 19 de junho de 2011

Inundas-me


És luz....!

Inundas-me… de luz...
Mesmo na noite escura
Perder-te... uma cruz...
Sonhar-te... é...  loucura


Ainda que eu não possa
Chamar-te “meu amor”
Gritarei, tanto quanto ouças
No silêncio da minha dor…

As estrelas brilham…no céu
Nelas encontro o teu olhar
Chora… comigo… Deus….
Na ânsia de te encontrar

Num impulso…urgente…
Mudo…e, inquieto
Busco-te na ilusão…
No perverso de mim,
 Tão…Nobre…
Encontrar-te, na minha solidão


1 comentário:

  1. Mel...para ti...

    ...sim...iremos...buscar...
    encanto...num lugar teu...
    unidos...flutuando num corpo só...
    sem saber...o que de ti é meu...
    trigo moído na nossa mó...
    inveja de deuses..gratidão do mar...

    ResponderEliminar