sexta-feira, 17 de junho de 2011

Diário Sagrado


O nosso Diário

No diário onde te escrevo
Ficarão nossos segredos
Guardados num local…
Sagrado… prometido…
No, coração como abrigo
Sem promessas…
Sem medos…
O sonho por nós vivido,
Nele ficará escrito …
Em sorrisos… em valsas 
Dançadas... baladas...
De cálices transbordando…
A alegria que vamos comemorando…
Em cada dia… em cada hora
A espera …a demora…
As fantasias... guardadas…
No diário de vidas apaixonadas.

3 comentários:

  1. Mea cabei hoje de ler os teus oemas. Ora voei, ora assentei os pés no chão ao lê-los. São muito versáteis, tocam em tantos campos da vida...
    Tentei entrelaçá-los e uma trança fiz com a alegria, a sensualidade, o amor, a ternura, a saudade, as dúvidas, a fragilidade e a força dos teus poemas.
    Depois... as imagens são fantásticas.
    Hei-de sempre voltar porque me sinto muito bem a ser tocada pela tua poesia, pelos teus beijos de mel.Bejinho

    ResponderEliminar
  2. Claro que queria escrever " Mel, acabei..."

    ResponderEliminar
  3. Obrigada, Marta Vasil pela forma ligeira e somáticamente frofunda, da tua análise aos meus escritos.
    Um Abraço de Mel

    ResponderEliminar

E Por Vezes

E por vezes por vezes… Sou tão escassa que temo não me bastar E por vezes... por vezes mergulho no meu azul infinito e sing...