domingo, 4 de setembro de 2011

Olhar adiado



...Aceito!...
No encontro adiado...
O teu doce olhar...
Tão longa espera...
Fugaz primavera...
Teu corpo abraçado.
Teu eterno amar...
Rebelde...imperfeito...
Num breve começar,
Aceito!…aceito!…
Ainda que, a meu jeito…
Mesmo a sonhar…
Unirei… meus lábios
E no teu ar …Irei…
Certamente… respirar!…
Em… longas... estações…
Que me façam sentir…
Que a espera…foi feita…
De flores e orações…
A imprimir…
E, no teu corpo, aceito, senão…
Aceito!...alentar...e sentir!
Numa audaz tentação…
Abraçar… em ti…o mar
Neste …tão longo…esperar!
Aceito…como não aceitar!

Sem comentários:

Enviar um comentário

E Por Vezes

E por vezes por vezes… Sou tão escassa que temo não me bastar E por vezes... por vezes mergulho no meu azul infinito e sing...