domingo, 26 de abril de 2015

O meu Mundo


Sobre mim
adormeceu
o vento
no embalo
de uma canção
suave
ele trouxe-me
os odores
da paisagem
E das águas
E dos montes
E das borboletas
E das fontes
E já nada morre
no meu colo,
porque o mundo
é meu!
E eu,
sou o mundo!
No vento
No verbo
Na ave
No sonho
Na pele
Na saudade
E tudo em mim canta e nasce
numa palavra nua sem corpo.
E tudo... Tudo em mim
tem principio sem fim...
Apenas com um sopro de vento que me adormece no colo!

1 comentário: