terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Miragem


Na miragem muda
da imaginação
mora um sóbrio castelo
feito de areias
uma armação de árvore
tombada, inerte…
onde perecem como teias…
os sonhos desfocados
de uma vasta visão.
desfaço-a na passagem
  miragem…feita de areia sumida
 armação tombada, abatida
em deserto fugaz
disperso e audaz
na alucinada viagem da vida.

1 comentário: