domingo, 8 de janeiro de 2012

Mulher

Despiste-me
De tudo…
O que me envolvia
Em segredo
Despiste-me
De tudo…
O que me apavorava
De medo.
Depois, nua...
Nem ao espelho me olhava
Não fosse ele
Mostrar-me a imperfeição,
Do secreto medo,
Que me acompanhava,
O espelho reproduziu então,
Uma correcta visão…
Uma mulher, inteira...
De alma e coração.

1 comentário:

  1. O que me envolvia
    Em segredo
    Despiste-me
    De tudo…(...) Divinal... encontrei o teu blog cheio de plena magia, também escrevo poesia, se quiseres visitar estou á tua espera...beijinhos de lua
    Paula lourenço

    ResponderEliminar